Seis consejos profesionales para mejorar tus habilidades de diseño

6 conselhos de especialistas para melhorar as suas competências de design e atrair mais clientes

Tiempo de lectura aproximado: 5 minutos y 29 segundos

Eduardo Maldonado Jr.
Designer Especializado Eduardo Maldonado Jr.

“O meu filho de cinco anos poderia ter feito isso!”

É muito provável que todos nós tenhamos pensado ou dito isto alguma vez sobre um desenho ou arte abstrata. Mas para muitos de nós, o desenho não é assim tão fácil, especialmente quando se trata da marca da sua empresa.

Só a coordenação das cores da sua roupa pela manhã pode ser uma verdadeira luta, quanto mais combinar cores para um logótipo de empresa. Na realidade, 8 em cada 10 clientes da Vistaprint expressaram a necessidade de um designer gráfico para os ajudar de alguma forma. Mas então, o que deve fazer se quiser desenhar um póster promocional ou até mesmo a marca da sua empresa com logótipos, tipografia e as cores certas?

Fomos falar com o designer da Vistaprint, Eduardo Maldonado Jr. que trabalha nos Serviços de Design da Vistaprint (a equipa que lhe dá suporte em design) e pedimos-lhe para revelar os conselhos secretos que o irão ajudar a criar desenhos mais atraentes para atrair mais negócios.

1. Criar um resumo do desenho

Eduardo recomenda que comece por refletir antes de escolher cores ou logótipos. Ele indicou-nos alguns passos essenciais a seguir:

  1. Pegue num bloco e escreva um breve parágrafo descrevendo o seu negócio. Qual o tipo de emoções que o seu negócio evoca? É divertido, encantador, sério ou formal? Pense nos seus clientes, quem são eles e porque fazem negócios consigo? Lembre-se de que o aspeto do design deve ser apelativo para o tipo de audiência que visa. Pergunte a si próprio se existe alguma marca específica que admire e porquê. Como é que os seus concorrentes se apresentam e o que os torna diferente deles?
  2. Procure inspiração em exposições de design, blogues ou páginas da web como o Pinterest ou Instagram e siga os bloggers influenciadores de design.
  3. Recorte designs, layouts, cores e tipos de letra de revistas ou guarde-os a partir do Pinterest ou Instagram.
  4. Coloque todos os designs no mesmo sítio, ou seja, sobre uma mesa, quadro de cortiça ou quadro do Pinterest, para criar o seu próprio quadro de humor. Isto irá ajudar a visualizar o estilo que procura. Quando achar que já o tem, comece a colocar os seguintes componentes juntos. 

2. Tipografia – escolher o tipo de letra certo

Tipografia de cartões de visita

O tipo de letra certo é essencial para criar o design perfeito. Este comunica o tom de voz, a disposição, o género, a idade e a personalidade. Ele deve ser legível. Não há nada pior do que afastar os seus clientes por eles não conseguirem ler nada.

Existem vários tipos de letra que o ajudam a conseguir isto:

  • Tem um negócio tradicional ou de referência? Pense em usar um tipo de letra Serif tal como Times New Roman, Bookman JF ou Baskerville.
  • Procura algo simples e moderno? Experimente tipos de letra Sans Serif tal como Verdana, Trebuchet MS ou Arial.
  • Pretende transmitir um tom forte, arrojado ou sólido? Procure os tipos de letra Slab Serif tais como Impact ou Courier New.
  • Procura uma coisa elegante, simpática e feminina? Procure um tipo de letra Script tal como Fenway Park ou Amazone para o conseguir.

Para melhores resultados, mantenha um máximo de 2 ou 3 tipos de letra.

3. Cor – misture as cores certas para a sua marca de negócio

Roda de cores de cartões de visita

A cor tem um papel fundamental no design. Vamos aqui explorar a mistura de cinco tipos de cores (que deve ser o número máximo de cores que irá usar).

  • Cor arrojada
  • Cor complementar/contraste
  • Cor de sombra
  • Cor escura
  • Cor clara

Eduardo explica a melhor forma de escolher as cores certa para um determinado fim de design.

“Primeiro, escolha uma cor arrojada de que goste e que represente bem o seu negócio. A cor deve ser interessante, cativante e memorável.

A seguir, escolha uma cor que contraste ou complemente a cor arrojada. Uma roda de cores é um ótimo recurso para combinar cores complementares.

Depois, escolha um tom neutro para usar com as cores arrojada e complementar. Este neutro ajuda a fortalecer a palete e será usado para acentuar.

Agora, escolha uma cor escura. Poderá ser difícil se gostar de tons pastel suaves, mas experimente. Este tom escuro será usado para coisas como parágrafo de texto, por isso precisa de ser legível.

Por fim, escolha uma cor clara, ou talvez até duas. Estas serão usadas essencialmente para fundos e elementos de suporte que não precisam de ficar destacados.”

4. Formato – colocar tudo no sítio certo

Layout do póster

Posicionar todos os elementos do design e criar uma boa composição, não é um trabalho fácil. Por exemplo, se estiver a desenhar um flyer ou um póster, coloque a informação principal no topo seguida de uma seção descritiva. Não coloque toda a informação junta e assegure-se de que existe espaço à volta de cada elemento. Se espalhar o texto e os elementos gráficos aleatoriamente na página, o leitor não saberá para onde olhar. Mantenha o design arrumado alinhando os componentes à esquerda, centrados ou à direita. Se puder, use uma grelha para ajudar na organização. Com tudo bem posicionado, o seu design torna-se mais fácil de ler.

5. As palavras – dizer as palavras certas

Até agora, escolheu as cores e a tipografia certas. Vamos agora concentrar-nos nas palavras. Siga estes conselhos simples sobre como dizer a coisa certa da forma correta:

  • O seu texto deve vender. Não no sentido tradicional, ou seja: “Compre um pão de forma por 1 €”, mas as palavras devem implicitamente vender a sua marca. Elas devem ser orientadas para a ação e para o envolvimento, levando as pessoas até à sua loja, à sua página da web ou subscrevendo alguma coisa.
  • Escolha as palavras cuidadosamente; transmita a sua mensagem em duas frases em vez de cinco. A maior parte das pessoas não irá ler se for demasiado extenso. Diga mais com menos.
  • Reveja o texto e procure repetições ou áreas onde não diga nada de importante. Não tenha medo de apagar ou reescrever partes se estas parecerem baralhadas quando as lê em voz alta.

6. Design concluído – os passos finais para a perfeição

Design terminado dos cartões de visita

Quando terminar o design é fundamental que siga estes passos antes de o apresentar ao cliente:

  • Revisão e verificação: confirme o seu design passando-o a pente fino. Verifique se a tipografia está legível, o espaço foi usado eficientemente e se os parágrafos estão alinhados. Reveja o texto procurando erros ortográficos, se as mensagens estão claras, se existem repetições e se a pontuação está correta.
  • Deixe para o dia seguinte: faça uma pausa do seu design, especialmente se já está a trabalhar nele há muito tempo. Olhe para o design com a cabeça fresca. Poderá dessa forma ver coisas que não tinha detetado antes ou até sentir-se inspirado para alterar alguns elementos.
  • Comentários: é importante ouvir tantos comentários quanto possível sobre o seu design, pois as outras pessoas veem as coisas que você não viu e poderão ajudar a melhorar o design de uma forma geral.

O design é um assunto vasto e assustador para a maior parte das pessoas, mas com os conselhos do Eduardo poderá criar o seu design com confiança. Se treme só de pensar no design para a sua empresa, contacte o Eduardo e os seus colegas dos Serviços de Design da Vistaprint e deixe que eles o ajudem.